segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Carta n.8, O Caixão





“Eu carrego mortos”
Donald “Pee Wee” Gaskins - Serial Killer


O seu significado principal é a Morte! Não se trata de morte física, mas sim do fim de um ciclo trazendo a renovação. Para representar a morte física é necessário que esteja combinada outras cartas, como por exemplo, O Navio (3) e A Cruz (36). Aconselha o abandono do passado, a livrar-se de velhos padrões (pensamentos, crenças, hábitos, comportamentos) que o impeçam de atingir o estado de felicidade. Recomenda que se faça um esforço e se resistir ao momento com coragem aceitando dos fatos tais como são. Mesmo que a situação vivida no momento seja dramática e profundamente dolorosa, no fim renascer-se-á. Estas mudanças nem sempre são negativas provocando uma evolução espiritual e um amadurecimento pessoal.

A presença desta carta numa “leitura” pode assinalar uma situação estagnada, que não desenvolve, que está parada. Não há mais nada a fazer.

A tradição diz que se a carta O Caixão (8) se encontra posicionada na vizinhança ou perto da carta do Consulente, prevêem-se perdas significativas, doença e morte. Se a carta As Nuvens (6) estiver ao lado prevê-se uma doença grave. Quando a carta O Caixão (8) se encontra posicionada distante da carta do Consulente o perigo não é imediato.

A minha experiencia na utilização da técnica perto/distante comprova-me que, principalmente em posição distante, esta carta anuncia o insucesso de uma pessoa (as cartas circundantes darão mais detalhes sobre a identificação da pessoa) mas esse acontecimento não terá grande impacto na vida do Consulente.

Note e anote: Tenha cuidado na interpretação desta carta. Muitas vezes ela pode também trazer algo de bom, como por exemplo, o fim de uma doença, de um tormento, de uma relação ou situação infeliz.

Palavras-chave tradicionais:
Fim.

Palavras-chave modernas:
Morte, fim de uma fase (positiva ou negativa), conclusão, caso encerrado, derrota, renúncia, cancelar, perda, falta, ausência, sumir, desaparecer, mudança ou transformação radical e inevitável, sem perspetivas, vazio, angústia, dor, sofrimento, desespero, doença, incidente, experiência traumática, uma separação dolorosa, divórcio, rutura, ruina, decadência, dano, prejuízo, apego ou desapego, adiamento, suspensão, algo que não funciona, uma questão que não se desenvolve, negação, recusa, uma despedida, um adeus, remoção, mágoa, choque, trauma, pesadelo, incubação, renovação, renascimento, parado, estagnação, desânimo, depressão, esgotamento, passividade, carência, luto, um funeral, velhas crenças e valores, velhice, passado, lixo, extremo, espiritismo, mediunidade, bruxaria, magia, negatividade.

Pessoa:
Doente, vítima de um desastre (acidente, terramotos, aluimento). Um defunto, um cadáver, ou um desaparecido. Viúvo(a), solteiro(a).
Por vezes representa uma pessoa de raça negra, cabelos e olhos escuros (castanhos ou pretos). Pálida.

Combinações:
A Criança
O Caixão

Uma criança ou jovem deprimida, doente ou deficiente.
Criança de raça negra.

O Caixao 
O Anel

Ex-marido/noivo ou ex-mulher/noiva.

 O Anel
O Caixao

Viúvo/a.

Personalidade, carácter, atitude em relação à vida ou à situação investigada:
Triste, exausto, deprimido, melancólico. Infeliz, insatisfeito, vazio, sozinho. Uma pessoa fechada em si mesma com os seus tormentos e angústias. Está parada sem qualquer perspetiva de vida. Tem uma visão negra da situação e tem atitudes pessimistas na sua vida. Por vezes, O Caixão (8) representa uma pessoa solitária, que está a atravessar uma fase de profunda dor. As suas motivações encontrar-se-ão retratadas nas cartas vizinhas. Trata-se de uma pessoa misteriosa e impenetrável.

Setor sentimental/ afetivo:
Representa o fim de um relacionamento (as cartas próximas descrevem a motivação desse fim). A pessoa vive uma relação sem qualquer futuro, ou é forçada(o) a estar com alguém com quem não se sente feliz. Relação que não tem qualquer estímulo, entusiasmo e provoca dor.
Pode representar uma velha relação que ainda vive dentro do Consulente impedindo-o de viver novas emoções e relações.

Setor profissional:
A situação profissional é motivo de grave preocupação. Os negócios estão parados e a crise é muito forte. Fim profissional (aposentação ou licenciamento). Desemprego, de longa duração. É provável que ocorra uma mudança radical na área profissional (novo ofício).
Falência. Demissão.
Um trabalho está prestes a ser concluído. Nenhum progresso no trabalho, suspensão no trabalho. Uma obra que fica parada. Reforma. Fim de um contrato ou de uma obra. Desemprego.

Combinações:

 O Anel
O Caixão

Cessação de contrato ou negócio.
Rutura com o sócio(a) nos negócios.

A Âncora
O Caixão

Reforma. Cessação da actividade.

Profissões possíveis:
- Todas as profissões que tenham relação com a morte: funerária, coveiro, polícia de homicídios, patologistas, necrologista, adeptos do ocultismo, espiritismo.
- Profissões ligado à psicologia humana: psicólogo(a), psiquiatra, analista.
- Profissões que exigem sigilo absoluto.
Já verifiquei nas minhas leituras que, esta carta representa profissões que contactam com doenças terminais e pacientes em coma vegetativo ou farmacológico. Representa também profissionais do transplante de órgãos.


Setor financeiro:
Não há nenhuma entrada financeira. Carência económica. Pobreza.

Combinação:
O Navio
Os Peixes
O Caixão

Herança.

Setor da saúde:
Invalido, coma, paralisia, deficiência neurológica, doença avançada, doença cronica/grave/terminal, depressão. Prevê doenças carateristicas da velhice ou do envelhecimento precoce se a carta O Caixão (8) estiver em contacto com a carta O Trevo (2). Dores de cabeça ou hemicrania. Estado de esgotamento ou exaustão psíquica, emocional e físico que necessita de repouso para se restabelecer. Descanso forçado.
É necessário prestar muita atenção a esta carta quando ela está presente numa “leitura” sobre questões de saúde. Ela tanto pode anunciar o fim de uma doença, como a inexistência de qualquer possibilidade de cura quando circundada de cartas com valor negativo.

Órgão: ânus

Combinação:
As Nuvens 
O Caixão

Desmaio, perda de consciência.
Depressão.

O Caixão
A Foice

Doença que chega inesperadamente.

Os Ratos
O Caixão

Recuperação lenta numa doença.
Um tratamento eficaz que leva à cura definitiva de uma doença grave.
(Os Ratos (23) têm a função de eliminar, diminuir, tirar, roer a carta que se encontra à sua frente).

O Livro
O Caixão

Doença mantida em segredo ou de difícil diagnóstico.
Perda de memória. Amnésia.

O Caixão
 O Sol

Recuperação. Reanimação.

O Caixão
A Âncora

Doença incurável.

Objetos:
Recipientes, caixas, baú, cama, armário, comoda, carteira, estojo.

Locais:
Zonas frias e escuras. Descarga ou depósito de lixo, caixote do lixo. Casa de banho. Armário. Garagem. Túnel, cemitério, campa, morgue. Área catastrófica ou destruída por calamidade natural.

Combinação:
O Caixão
A Cobra

Armário ou caixa de medicamentos.

Tempo:
Algo que nunca vai acontecer, portanto, aconselha-se a não persistir numa situação que já está morta!
Necessita de um longo período de tempo para sair de uma fase traumática.
Fim do ano, fim de uma estacão do ano.

Combinações:
O Sol
O Caixão

Fim do ano, mais também pode representar o fim do verão.

Os Lírios
O Caixão

Fim do inverno.


Como ler a carta do Caixão 
1.   A ou as cartas posicionadas à esquerda da carta O Caixão (8) descrevem:
Carta à esquerda
O Caixão (8)
?
-   O que esta prestes a acabar, terminar (para o bem ou para o mal)!
-   O que se vai romper definitivamente;
-   Eliminação de obstáculos;
-   O que vai receber uma drástica mudança;
-   Dissolução de projectos;
-   Rompimento de valores antigos;
-   Não haverá continuidade para a situação anunciada pela carta anterior;
-   Uma profunda desilusão, sofrimento.
Mas também:
-   Libertação de um fardo;
-   Desprendimento do passado ou dos vícios;
-   Descoberta.
Por exemplo:
A Torre (19)
O Caixão (8)



Como bem sabemos, a carta A Torre (19), representa isolamento, pausa, separação ou afastamento (físico) do mundo exterior que muitas vezes pode representar uma prisão para a própria pessoa. A carta O Caixão (8), nesta posição vem a encerrar esse período de isolamento.


2.   A ou as cartas posicionadas à direita da carta O Caixão (8) descrevem:
O Caixão (8)
Carta à direita
?
-   Novo recomeço;
-   A ressurreição;
-   Refazer o futuro.
Se a carta O Caixão (8) surge como a primeira carta numa leitura, informa sobre a existência de uma situação antiga, que ainda atormenta, aflige e atira a pessoa numa profunda escuridão mental e emocional! Isto, se a carta depois do Caixão (8) também carrega um valor negativo ou se uma outra carta mantenha o evento inalterável, como por exemplo, A Torre (19), A Montanha (21), A Âncora (35).
Por exemplo:
O Caixão (8)
A Torre (19)
Duas cartas frias, fechadas, isoladas que prolongam um estado de completa solidão. Uma pessoa completamente só! Fala também de uma doença séria, que necessita um internamento hospitalar.



Tutti diritti riservati 
Odete Lopes

Carta n.33 As Chaves




A carta As Chaves (33) tem como função bem específica abrir e fechar algo. Quando está presente numa leitura traz a certeza de que se está a agir de acordo com a própria vontade ou que se tem o poder de alterar as condições de uma determinada situação.
A chave está ligada ao simbolismo da porta de cada enigma que se abriu e foi revelado; nesse sentido, ela assume o papel de iniciar algo novo quando ocorre a transição de um nível de existência para outro. A carta As Chaves (33) tem a capacidade de dissolver um enigma, para trazer ordem e clareza a uma situação confusa: normalmente diz-se “achei a chave” quando finalmente se encontra solução para um desafio (mental ou experiencial).
Quando posicionada perto da carta do Consulente anuncia a realização dos desejos. Uma resposta afirmativa a uma questão. Acompanhada da carta As Nuvens (6) anuncia não só incertezas ou um problema que tem de ser resolvido como também uma desilusão.
Distante da carta do Consulente anuncia que a solução para um determinado problema ainda não foi encontrada ou que o Consulente não tem os meios essenciais para avançar na realização de um objetivo.
Combinações:
A Chaves
As Estrelas

Descobertas científicas ou tecnológicas.

A Chaves
O Livro

Revelação de um segredo; obtêm-se informações de vital importância;
Uma dica que traz a solução de um problema;
Compreensão de um enigma; interpretação de uma língua ou de um símbolo.


Note e anote
A carta As Chaves (33) é uma carta subordinada e como tal para uma clara interpretação é necessário combina-la com uma outra carta.

Palavras-chave tradicionais:
Um novo começo.

Palavras-chave modernas:
CERTEZA! Segurança, solução, resposta, resolver algo, abrir ou fechar algo, entrar, acesso a uma área (computador, login), descobertas, revelações, esconder ou trazer à luz algo, mudança desejada, colocar em prática, um golpe de inspiração, intuição, compreender algo, confiável, autoconfiança, novo início, iniciação, aviar, um passo em frente, livre arbítrio, autonomia, independência, graduação, alcançar um objetivo, penetração, nota musical, instrumento, telemóvel, conexão.
Decodificar um código, código, palavras-chave, código de reconhecimento, combinações, informática. Método, sistema. Cargo de poder, posição de honra.

Pessoa:
Representa uma pessoa-chave na vida do consulente.

Personalidade, carácter, atitude em relação à vida ou à situação investigada:
Cria as próprias condições de vida. Mente aberta e ágil. Seguro de si, autónomo e confiável.

Setor sentimental/ afetivo:
A pessoa sente-se pronta e disponível para amar ou para assumir uma relação.
É protetor, gosta de dar segurança a quem ama. Amor correspondido.

Setor profissional:
Novas ideias trazem soluções a uma situação preocupante. Desenvolve iniciativa e transforma as próprias ideias em projetos reais. É autónomo, independente no que respeita às suas próprias acções. Possui capacidade para desenvolver autonomamente os próprios projectos. Um trabalho seguro.
Combinação:
A Chaves
O Anel

Contracto.

Profissões possíveis:
Serralheiro, artesão, promotor de novos produtos, interprete, decodificador, serviço de segurança, detetive. Trabalhar com metal. Simbolista.


Combinação:
A Chaves
As Estrelas

Artista.
Setor financeiro:
Renda segura e bons investimentos. Segurança financeira.

Setor da saúde:
Sais minerais.

Doenças: Tratamento. Melhorias das suas condições de saúde.

Órgãos e corpo: clavícula.

Objetos:
Pequenos objectos metálicos: chaves, instrumentos, ferramentas.
Objectos que abrem e fecham: telecomando, telemóvel. Torneira, interruptor.

Locais:
Área, zona fechada, porta, entrada. Área onde se depositam as chaves de casa, carro e também o telecomando da TV. Agência de seguros.

Tempo:
Em breve.

Qual o papel desempenhado pela carta numa “leitura”?

Livre-arbítrio na ação ou decisão, no abrir ou fechar situações (para o bem e para o mal); traz certezas, soluções, respostas.

Tutti diritti riservati 
Odete Lopes